Home
/
Notícias
/
Últimas notícias
/
Alunos de Hotel Tecnológico pedem registro de software

Alunos de Hotel Tecnológico pedem registro de software

Publicado 7/17/2018, 11:14:45 AM, última modificação 7/30/2018, 10:11:11 AM

Um novo software para auxiliar empresas na busca de soluções energéticas é o projeto dos alunos do Câmpus Apucarana Allan Araujo Pereira e Rone Cleison Souza de Oliveira, sob a orientação do professor Murilo Pereira Moisés. O software denominado de GreenX foi desenvolvido pela equipe no Hotel Tecnológico do Câmpus e teve o registro de patente protocolado junto à UTFPR, neste primeiro semestre de 2018.

Equipe faz parte do Hotel Tecnológico do Câmpus Apucarana

O projeto está no Hotel Tecnológico do Câmpus desde 2015 e começou com um estudo de mercado e viabilidade, no qual se comprovou a oportunidade de desenvolver um software de eficiência energética.

Os desenvolvedores explicam que o GreenX é um software voltado para o público que busca soluções inovadores e competitivas para a redução do consumo de energia nas empresas sem afetar a sua capacidade produtiva. "A plataforma torna fácil a inserção de dados relevantes para a análise do ambiente físico, e propõem, por meio de soluções energéticas, configurações altamente competitivas para as empresas. Assim, com a utilização do software, a empresa estará otimizando o consumo de energia e evitando desperdícios de recursos financeiros com o uso de tecnologias com pouca eficiência energética", completam.

O programa permite também a análise de residências pelo próprio proprietário do imóvel que busca a utilização das tecnologias mais recentes em sua propriedade, sendo que os usuários do aplicativo podem acessar a plataforma por meio de um smartphone ou computador. "Nossa ideia é que o GreenX possa reimaginar o futuro através de suas propostas para o mercado, aliando suas soluções estratégicas com a sustentabilidade do planeta", completa.

Só no primeiro semestre de 2018 já foram registrados 43 softwares desenvolvidos por alunos e servidores da UTFPR.

Reportar erro