Notícias
/
Últimas notícias
/
Servidores
/
Professores podem se inscrever para concorrer ao Prêmio Péter Murányi 2024

Professores podem se inscrever para concorrer ao Prêmio Péter Murányi 2024

Publicado 8/8/2023, 4:07:44 PM, última modificação 8/8/2023, 4:12:53 PM
Período de inscrições foi aberto em convite conjunto da PROPPG e da Prorec

Premiação é destinada a autores de trabalhos da área de Ciência & Tecnologia (Foto: Freepik)

As pró-reitorias de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPPG) e de Relações Empresariais e Comunitárias (Prorec) lançaram este mês um convite conjunto abrindo o período de inscrições de docentes para submissão de trabalhos ao Prêmio Péter Murányi 2024. A premiação é destinada a autores de trabalhos da área de Ciência & Tecnologia com resultados efetivos de sua aplicação prática que proporcionem melhorias comprovadas na qualidade de vida.

Para concorrer ao prêmio, o professor deve possuir projeto homologado na PROPPG ou na Prorec com vigência até abril de 2024. Além disso, o projeto deve atender a três pré-requisitos: ser inovador, ter aplicação prática e promover melhoria da qualidade de vida das populações situadas abaixo do paralelo 20 de latitude norte, especialmente no Brasil.

O Prêmio Péter Murányi irá conceder aos três primeiro lugares os seguintes valores: R$ 200 mil ao primeiro, R$ 30 mil ao segundo e R$ 20 mil ao terceiro. Para concorrer, o interessado deve enviar até 25 de agosto processo SEI à DIREPQ para solicitação dos documentos necessários para inscrição, que deve ser feita até 31 de agosto. O resultado e a premiação estão previstos para abril de 2024, em data ainda a ser definida pela Fundação Péter Murányi.

Prêmio Péter Murányi

A Fundação Péter Murányi e o seu prêmio foram idealizados e concebidos na década de 1990 pelo empresário Péter Murányi. A finalidade principal da fundação é promover anualmente a concessão de prêmio destinado a pessoa física, de qualquer parte do mundo, que mais tenha se destacado na descoberta ou progresso científico, que beneficie o desenvolvimento e bem-estar das populações situadas abaixo do paralelo 20 de latitude norte, especialmente o Brasil, seja no tocante à saúde, desenvolvimento científico e tecnológico, alimentação e educação.

Mais informações estão disponíveis no site da Fundação Péter Murányi.