Home
/
Notícias
/
Últimas notícias
/
Tamo Junto
/
Aberta oportunidade para estudantes e egressos da UTFPR em instituição parceira

Aberta oportunidade para estudantes e egressos da UTFPR em instituição parceira

Publicado 2/1/2022, 2:29:56 PM, última modificação 10/31/2022, 10:10:52 AM
Instituto de Tecnologia de Shibaura seleciona candidatos para mestrado e doutorado

Bolsa é ofertada pelo governo japonês a discentes da UTFPR (Foto: Freepik editada por Decom)

Estudantes e ex-alunos da UTFPR podem estudar com bolsa em uma das instituições parceiras no Japão. A oportunidade é para fazer mestrado ou doutorado no Instituto de Tecnologia de Shibaura, que é responsável por todo o processo de seleção.

O auxílio financeiro, fornecido pelo governo japonês, cobre passagens de ida e volta, um valor mensal entre ¥ 143.000 e ¥ 145.000 e a isenção de taxas acadêmicas, como matrícula e mensalidades, durante todo o programa.

Para concorrer, é preciso ter:
- nascido em ou após 2 de abril de 1987;
- disponibilidade para chegar ao Japão em setembro de 2022;
-  nacionalidade brasileira (não são aceitos candidatos com dupla cidadania);
- rendimento acadêmico, no mínimo, equivalente ao Great Point Average (GPA) de 2,3, na escala entre 0 e 3;
- e certificado de proficiência em inglês, obtido a partir de 25 de dezembro de 2019, no mínimo em nível equivalente ao B2 do Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas (CEFR / QCER).

Também é necessário selecionar três laboratórios do instituto; providenciar currículo, projeto de pesquisa, carta de motivação e histórico, todos em inglês, conforme orientações disponibilizadas pelo SIT.

Depois de reunir toda a documentação, basta enviá-la até 6 de fevereiro para o e-mail global-admission@ow.shibaura-it.ac.jp

Para mais informações, acesse à página Internacional.

Mais sobre
A oportunidade é divulgada pela Diretoria de Relações Interinstitucionais (Dirinter), da Pró-Reitoria de Relações Empresariais e Comunitárias (Prorec). Ao todo, a UTFPR possui acordos de cooperação com 105 instituições de ensino superior em 32 países diferentes.

Reportar erro