Home
/
Notícias
/
Últimas notícias
/
Tamo Junto
/
Alunos da UTFPR são os melhores do Brasil em concurso internacional

Alunos da UTFPR são os melhores do Brasil em concurso internacional

Publicado 6/8/2021, 4:23:05 PM, última modificação 10/31/2022, 10:09:30 AM
Grupo se destaca com projeto de arquitetura modernista

Projeto desenvolvido pelos alunos da UTFPR

Criatividade sem fronteiras. Foi assim que alunos de Arquitetura e Urbanismo do Campus Curitiba se classificaram como a melhor equipe do Brasil no Bauhaus 2021, na Alemanha. A competição envolvia a apresentação de um projeto para o novo campus da antiga casa de uma das escolas de design e arquitetura mais importantes do mundo. 

O time da UTFPR também conquistou o 17º lugar geral entre 387 trabalhos inscritos, de 82 países distintos. Para dar conta do desafio, Charlles Furtado, Estevão Trevisan, Gabriel Mori, Guilherme Fernando e Gustavo Maravieski estudaram a fundo a instituição centenária.

Eles procuraram compreender a geografia do sítio, as condicionantes do terreno e as relações com o entorno, além de fazer uma investigação do passado. “A história da Bauhaus, o contexto social em que ela existiu e os efeitos que produziu foram elementos primordiais para o entendimento e desenvolvimento do conceito”, diz Charlles.

“Estávamos acostumados a fazer projetos lado a lado, desenhando, elaborando e trocando ideias presencialmente. Porém, conseguimos encontrar maneiras de tornar o processo criativo eficiente e até divertido"

A ideia elaborada pelo grupo resgata o espírito original da universidade, que buscava acolher e interagir com a sociedade. “Pensamos em um projeto o mais horizontal possível, em que todos são bem-vindos a explorar o edifício. Por isso, ele se abre à cidade, incentivando qualquer um a entrar no local, andar pela exposição do átrio central, tomar um café e, até mesmo, percorrer as rampas e ver as pessoas trabalhando nos ateliês e oficinas”, explica.

Uma das inovações foi a inclusão de uma grande caixa de vidro transparente, com certa opacidade na construção. Charlles fala que o detalhe foi pensado como um convite para quem passa e observa para conhecer o espaço.

Todo esse planejamento foi elaborado, entre novembro de 2020 e maio deste ano, de forma 100% remoto, o que dificultou um pouco no começo. “Estávamos acostumados a fazer projetos lado a lado, desenhando, elaborando e trocando ideias presencialmente. Porém, conseguimos encontrar maneiras de tornar o processo criativo eficiente e até divertido”, comenta.

A dedicação valeu a pena. “É uma grande honra e orgulho imenso levar o nome da nossa universidade para uma competição internacional. É certamente um incentivo para continuar nos esforçando e buscando vencer novos concursos e barreiras, pela nossa vida acadêmica e profissional”, conclui.

Reportar erro