Home
/
Notícias
/
Últimas notícias
/
Tamo Junto
/
Egressa é destaque na Forbes por trabalho que une gênero e urbanismo

Egressa é destaque na Forbes por trabalho que une gênero e urbanismo

Publicado 2/20/2020, 6:15:22 PM, última modificação 10/31/2022, 10:04:51 AM

A empreendedora Laís Leão, egressa do curso de Arquitetura e Urbanismo da UTFPR, foi reconhecida pela revista Forbes Brasil entre os jovens mais promissores na categoria Terceiro Setor e Empreendedorismo Social.

Laís Leão, egressa da UTFPR reconhecida pela Forbes (Foto: Decom)

Ex-aluna do Câmpus Curitiba, a jovem de 26 anos alcançou essa importante conquista por conta de uma ideia bem inovadora: investigar as relações existentes entre desigualdade de gênero e a segurança da mulher em espaços urbanos. De acordo com Laís, esse tema lhe ocorreu por conta de experiência que vivenciou enquanto ainda estava na faculdade. “Morava muito perto da Sede Ecoville [Câmpus Curitiba] e, por experiências de medo que vivi ao longo do curso, não fazia mais o meu trajeto a pé até a faculdade. Sempre optava por ir de ônibus - gastando desnecessariamente -, ou de carona. Percebi que isso era uma relação entre gênero e cidade e resolvi estudar isso”.

Foi dessa forma que a aluna decidiu dedicar seu TCC à temática. O assunto, porém, ainda era uma área pouco explorada no meio acadêmico, o que dificultou o trabalho da pesquisadora. “Foi muito desafiador, pois acabei tendo que pesquisar muito mais profundamente sobre o tema. Percebi que não encontraria os dados que precisava porque eles não existiam, então decidi eu mesma coletá-los. Foi uma experiência muito intensa e ao mesmo tempo muito gratificante, pois tive muito mais respostas do que o que eu esperava”, conta.

Os esforços de Laís trouxeram resultados para além do espaço acadêmico. A arquiteta passou a apresentar seu trabalho em congressos e receber reconhecimento internacional, sendo escolhida como uma das 16 jovens líderes mais influentes do mundo em 2018, de acordo com a Comissão Europeia. Para ela, uma das melhores partes dessas conquistas é perceber o efeito que elas provocam nos outros. “É energizante ver que as pessoas estão dando importância para esta temática e não mais naturalizando este tipo de violência, como era o cenário lá em 2016”.

E a pesquisadora não parou por aí. Em 2019, Laís decidiu fundar a Rede InCities, uma organização social que articula iniciativas, projetos e campanhas visando garantir a segurança das mulheres nos espaços urbanos. “As cidades serão mais seguras e inclusivas quando a diversidade de vivências - de gênero, racial e de classe -, forem realmente trazidas para a mesa de decisão. Precisamos de pessoas com diferentes histórias e diferentes conhecimentos de mundo para buscarmos soluções que de fato abracem a todos”, defende.

Receber o título de uma das 6 jovens mais promissoras na área do empreendedorismo social e terceiro setor não foi à toa; além de todas essas iniciativas, a empreendedora tem ainda grandes planos para difundir a temática através de sua organização. “O nosso objetivo é virar de fato uma referência na área, podendo colaborar e conectar todas e todos que trabalham em prol da inclusão urbana”. A arquiteta foi contemplada pela revista na edição de dezembro de 2019.

Reportar erro