Home
/
Notícias
/
Pato Branco
/
Programa MARCA

Programa MARCA

Publicado 8/23/2023, 11:54:45 AM, última modificação 8/23/2023, 1:33:18 PM
Curso de Agronomia da UTFPR-PB recebe mais uma estudante da Argentina por meio do programa MARCA

Valentina Beatriz Flores, da Universidad Nacional de La Pampa (UNLPam)

No início deste mês de agosto, o curso de Agronomia da UTFPR Pato Branco recebeu mais uma estudante da Argentina, Valentina Beatriz Flores, da Universidad Nacional de La Pampa (UNLPam). Valentina está cursando algumas disciplinas do segundo semestre de 2023 e sua vinda ocorreu por meio do Programa de Mobilidade Acadêmica Regional em Cursos Acreditados (MARCA), do qual o curso de Agronomia faz parte.

O MARCA é um programa de mobilidade acadêmica sob a égide do setor educativo do MERCOSUL. O intercâmbio acadêmico faz parte de um projeto maior de intercâmbio entre os países do MERCOSUL, o Sistema Integrado de Mobilidade do MERCOSUL (SIMERCOSUL), que funciona desde 2006.

O curso de Agronomia da UTFPR-PB foi acreditado no Sistema de Acreditação de Cursos Superiores no MERCOSUL (ARCUSUL) e isso o possibilita a participar dos editais de intercâmbio discente e docente, juntamente com cursos de Agronomia de universidades de outros países que também foram acreditados no sistema.

Os cursos que fazem parte deste programa atualmente são os cursos de Agronomia das Universidades Nacional do Litoral, Nacional de Entre Rios, Nacional de La Pampa, Nacional de Cuyo, Nacional de Lujan e Nacional de Córdoba, todas essas da Argentina, além da Universidade Evangélica Boliviana e as brasileiras, UTFPR-PB e UFPR.

O intercâmbio de pessoas (estudantes e professores) das Instituições de Ensino Superior (IES) latino-americanas objetiva promover a integração entre os países e melhorias no ensino e aprendizagem, enriquecendo não somente a formação dos recursos humanos, mas também fomentando a cooperação interinstitucional e internacionalização do ensino superior, usando como princípios a cooperação e solidariedade.

A coordenação institucional do programa na UTFPR é feita pela Diretoria de Relações Interinstitucionais (DIRINTER), a cargo do professor Paulo Cezar Stadzisz; e o professor André Brugnara Soares é o responsável pela coordenação acadêmica do programa.

Para a intercambista Valentina, essa é uma oportunidade para aprimorar a habilidade de comunicação em língua portuguesa, bem como enriquecer sua formação acadêmica e profissional através do contato com os professores da UTFPR e demais especialistas associados à universidade. Valentina comenta ainda que nunca havia viajado para fora da Argentina e que, portanto, enfrentou algumas dificuldades com o processo burocrático para o início do programa, mas destaca que durante todo o tempo, desde que foi selecionada, teve acompanhamento e amparo tanto de sua universidade em Santa Rosa quanto da UTFPR.

O tempo de permanência de Valentina na UTFPR-PB é de 5 (cinco) meses, com retorno à Argentina em dezembro deste ano. A estudante recém-chegada afirma ter gostado bastante da universidade, pois é “muito linda e muito grande”, comentou ainda que já conhecia o professor André, pois a aluna estava concluindo um curso de língua portuguesa quando o professor esteve na UNLPam durante o ano passado para falar sobre o programa. Valentina acrescenta ainda que ficou admirada com a forte base que a UTFPR possui quanto às possibilidades de pós-graduação, ressalta que são bastante diversificadas e revela que não exclui a possibilidade de retornar ao Campus Pato Branco para a realização de um mestrado futuramente.