Home
/
Nossos Egressos
/
Marina Izabelle Grabarski

Marina Izabelle Grabarski

Publicado 1/25/2019, 6:46:33 PM, última modificação 1/25/2019, 6:47:09 PM
Docente no IFPR - Campus Paranaguá e mestranda no PPGEM - UTFPR


Nome do egresso

Marina Izabelle Grabarski

Ocupação

Docente dedicação exclusiva no IFPR - Campus Paranaguá e mestranda no PPGEM - UTFPR

Currículo Lattes

LinkedIn

Conclusão do curso

2º semestre/2014

Depoimento do egresso

Sobre a ocupação atual

No IFPR trabalho com o curso técnico em mecânica, que é integrado ao ensino médio e com o curso superior de tecnologia em manutenção industrial. Para ambos leciono a disciplina de soldagem e processos de fabricação e para o curso superior também trabalho com a disciplina de corrosão. Além das aulas, parte da minha carga horária é voltada à pesquisa e orientação de alunos. No mestrado me mantive na linha de pesquisa que participava ainda na graduação, trabalho com fadiga de contato em ferros fundidos e medições de tensão residual.

Sobre a UTFPR

O curso e a instituição possuem uma boa reputação tanto no mercado de trabalho quanto na área acadêmica. Sempre que digo onde me formei escuto elogios a respeito. O curso abrange todas as áreas da engenharia mecânica de forma bem generalista. Dentro de cada área diversas disciplinas são trabalhadas, tornando esse um curso de carga horária extensa. O que gera algumas dificuldades, por exemplo conciliar o estágio ou emprego com o horário regular de aulas. Porém, isso permite que algumas dessas disciplinas sejam práticas, sendo esse um diferencial do curso.  Apesar de ser um curso grande, com diversos alunos e professores, a universidade mantém alguns hábitos de instituições menores. Grande parte dos professores é acessível, não é raro ver alunos nos departamentos, buscando orientações, tirando dúvidas ou apenas compartilhando esses espaços. Há também uma excelente organização do sistema de matrículas, portal acadêmico e do ambiente virtual de ensino.  A estrutura física conta com vários laboratórios e salas de aulas. Laboratórios muito bem equipados, onde desenvolvem-se diversas linhas de pesquisas, um grande forte dentro da instituição. Existem muitas oportunidades dentro do curso para que o aluno tenha experiências na área acadêmica, dentro de todos os departamentos anualmente são ofertadas oportunidades de iniciação científica, algumas inclusive com bolsa. E de forma mais pessoal, posso dizer que a UTFPR ainda é minha segunda casa, sempre me senti muito confortável dentro da instituição. Fui ouvida enquanto aluna, enquanto pesquisadora e tive minha opinião respeitada. Algo fundamental quando se é mulher em um espaço de maioria masculina. Minha formação foi ampla, pois além de aprender sobre os conteúdos da engenharia também fui orientada por professores que se preocupavam em ir além, formando bons profissionais e cidadãos. À UTFPR sou grata pela engenheira e professora que me tornei!