Home
/
Destaques
/
Dissertação de aluno do PPGCA ganha o II Prêmio UTFPR de Teses e Dissertações

Dissertação de aluno do PPGCA ganha o II Prêmio UTFPR de Teses e Dissertações

Publicado 10/15/2023, 2:34:26 PM, última modificação 10/15/2023, 2:43:43 PM
O II Prêmio UTFPR de Tese & Dissertações avaliou trabalhos defendidos nos anos de 2021 e 2022

Dissertação de aluno do PPGCA ganha o II Prêmio UTFPR de Teses e Dissertações

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPPG), da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), promoveu o II Prêmio UTFPR de Teses & Dissertações, referente aos trabalhos defendidos nos anos de 2021 e 2022. O prêmio tem o propósito de valorizar e dar visibilidade aos trabalhos mais relevantes desenvolvidos nos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu da UTFPR, ressaltando suas contribuições científicas e tecnológicas.

O Programa de Pós-graduação em Computação Aplicada (PPGCA) indicou a dissertação do aluno Jordan Kaique Kobellarz, intitulada "Polarização Virtual: Estudo da Dinâmica de Cenários Politicamente Polarizados em Sites de Redes Sociais", orientado pelo Porf. Thiago Silva e coorientado pelo Prof. Alexandre Graeml. O trabalho venceu na categoria Dissertação Profissional da área de Ciências Exatas e da Terra & Multidisciplinar.

O resultado do prêmio foi publicado na página da PROPPG e o trabalho foi automaticamente inscrito para concorrer ao Grande Prêmio UTFPR, que será outorgado para a melhor Tese, Dissertação Acadêmica e Dissertação Profissional selecionadas entre os trabalhos vencedores do II Prêmio UTFPR em todas as áreas do conhecimento.

Resumo a dissertação

O discurso político em diferentes países apresenta níveis de polarização diversos, os quais, em sites de redes sociais, tendem a ser mais fortes, dada a facilidade com a qual indivíduos com características parecidas se conectam ou engajam com conteúdos similares. Uma forma de reduzir a polarização seria por meio da distribuição equilibrada de informações mostrando lados distintos de uma mesma realidade entre indivíduos com orientações políticas diferentes. Este estudo investiga se isso se aplica no contexto das eleições nacionais no Brasil e no Canadá. Para isso, foram coletados tweets políticos compartilhados antes e depois das votações em cada cenário, sobre os quais foi analisada a dinâmica da polarização por meio de redes de retuítes separadas em uma base semanal. Sobre essas redes, foram identificados nós com capacidade de distribuir informações de forma equilibrada entre usuários com orientações políticas divergentes, denominados “bubble poppers”. Para identificar esses usuários, foi proposta e aplicada uma nova métrica de centralidade, denominada “bubble popper” – fundamental para esse estudo. Em seguida, foi analisado o grau em que usuários, polarizados ou não, se envolvem com o conteúdo compartilhado por bubble poppers, sua fonte (domínio) e seu tema (tópico), levando em consideração sua orientação política e de quem o retuitou. Foi identificado que usuários com maior valor para a métrica de bubble popper foram de contas representando veículos de notícias com posicionamento neutro. Embora essas contas divulguem informações que chegam de forma equilibrada até grupos com orientações políticas distintas, os usuários tendem a engajar consideravelmente mais com conteúdos que se alinham com seu viés político, independentemente do tópico. Esse mesmo fenômeno foi observado na situação política brasileira e canadense, apesar de possuírem níveis de polarização diferentes. Esse resultado mostra que os esforços realizados por veículos de notícias neutros para cobrir diferentes visões políticas de forma equilibrada pode não contribuir para a redução da polarização em sites de redes sociais.

Acesse a íntegra da dissertação no Repositório da UTFPR.