Home
/
Sobre

Sobre

Publicado 2/2/2017, 9:53:31 AM, última modificação 5/17/2024, 5:27:38 PM

O Programa de Pós-Graduação em Computação Aplicada (PPGCA) é um programa stricto sensu na área de computação, oferecido pelo Departamento Acadêmico de Informática (Dainf) da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), campus Curitiba. O programa oferece atualmente um curso de Mestrado Profissional em Computação Aplicada, com duração de 2 anos.

O programa foi criado em 2009 e iniciou suas atividades em 2010. Foi reconhecido pela Capes no mesmo ano, com conceito inicial 3. Este programa complementa os cursos de graduação em Engenharia de Computação (iniciado em 2007) e Bacharelado em Sistemas de Informação (iniciado em 2009), além de outros cursos relacionados na UTFPR. As dissertações já concluídas no programa podem ser consultadas no Repositório Digital.

Objetivos do PPGCA

  • Qualificar recursos humanos na área de computação aplicada para atender a demanda da região por profissionais qualificados em pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação tecnológica;
  • Gerar conhecimento tecnológico e científico para solucionar problemas regionais e nacionais no setor de tecnologia da informação e comunicação; e
  • Permitir a transferência tecnológica entre a universidade e empresas/organizações, por meio de parcerias e do desenvolvimento conjunto de projetos.

Área de Concentração

O PPGCA tem como área de concentração a Engenharia de Sistemas Computacionais. Esta área abrange a pesquisa sobre a concepção, construção, avaliação e otimização de sistemas computacionais, assim como as questões relacionadas ao hardware, software, informações, fatores humanos, métodos e documentação. Em todos os estudos o foco está centrado na transferência de tecnologia para o setor produtivo, com o aproveitamento das ideias advindas da academia e sua aplicação a casos concretos, oriundos de demandas do setor produtivo.

Linhas de Pesquisa

Os docentes e alunos do PPGCA atuam nas seguintes linhas de pesquisa:

Ciência de Dados e Inteligência Artificial
Nesta linha de pesquisa são desenvolvidos métodos computacionais em inteligência artificial, ou baseados nela, para abordar problemas cujas soluções conhecidas são computacionalmente custosas, possuem baixo desempenho ou carecem de modelagem apropriada. Cenários de aplicação frequentes são: aprendizado de máquina, visão computacional, análise de dados, processamento de linguagem humana, problemas complexos de otimização, agentes autônomos, modelos de cognição, entre outros.

Engenharia de Software e Sistemas de Informação
A linha de pesquisa em Engenharia de Software e Sistemas de Informação aborda tanto os avanços científicos quanto tecnológicos relevantes para sistemas de informação complexos. Investigam-se métodos, técnicas e ferramentas para o desenvolvimento de software, desde o levantamento de requisitos até a validação, bem como a incorporação de modernas técnicas de armazenamento, classificação e visualização da informação. Além disso, enfatiza-se o desenvolvimento de projetos e sistemas colaborativos, o uso da informação em processos decisórios e a construção de sistemas para ambientes específicos, como serviços web e serviços geo-referenciados. A linha também se dedica à educação e formação de profissionais capacitados e ao estudo das comunidades de software e plataformas de dados, incentivando a colaboração e a disseminação de boas práticas para impulsionar a inovação contínua na linha.

Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos
Esta linha de pesquisa investiga os problemas de segurança, confiabilidade, escalabilidade e eficiência que afetam os sistemas operacionais, protocolos de rede e aplicações distribuídas em uso atualmente em ambientes dinâmicos e de larga escala, como a Internet, e busca soluções eficientes e inovadoras para os problemas encontrados. Algumas áreas de interesse atuais da linha são: Redes Móveis e Sem fio, Comunicação Oportunista, Redes Óticas, Redes de Infraestrutura, Internet das Coisas, Computação em Névoa, Computação em Nuvem, Computação Móvel e Ubíqua, Web Descentralizada, Arquitetura Orientada a Eventos.

Robótica Autônoma e Sistemas Embarcados
O objetivo desta linha de pesquisa é aplicar os conhecimentos científicos e tecnológicos disponíveis ao desenvolvimento de Robôs Autônomos e Sistemas Embarcados. Robôs Autônomos são aqueles capazes de operar de forma autônoma em ambientes complexos e diversificados. Dentro de robôs, veículos ou máquinas e equipamentos, os Sistemas Embarcados envolvem arquiteturas especializadas, muitas vezes distribuídas e heterogêneas, sistemas operacionais especializados, reativos e de tempo-real, e o emprego de sistemas reconfiguráveis e implementação de firmware.

Perfil do egresso

O egresso do PPGCA é um profissional qualificado na área de computação, com conhecimentos tanto da sua área específica de pesquisa, quanto no desenvolvimento tecnológico e na inovação tecnológica envolvendo aplicação de computação. Os egressos do PPGCA são capazes de aplicar os recentes avanços científicos e tecnológicos, gerando conhecimento tecnológico e científico para solucionar problemas regionais e nacionais no setor de tecnologia da informação e comunicação, e transferindo tecnologia da universidade para empresas, seja por meio de parcerias ou do desenvolvimento conjunto de projetos entre universidade e empresa.

Ao final do curso, o egresso deve ser capaz de:

  • analisar criticamente a literatura científica da área e de áreas correlatas;
  • identificar e resolver problemas computacionais;
  • gerar conhecimento tecnológico e científico a fim de produzir inovação tecnológica na área de computação aplicada e áreas correlatas;
  • relatar os resultados de trabalhos científico-tecnológicos desenvolvidos em artigos e relatórios técnicos.

Grupos de Pesquisa

Grupos de pesquisa cadastrados no CNPq liderados ou co-liderados por docentes do PPGCA-CT:

Cooperações Internacionais

Além das disciplinas ministradas em inglês, frequentadas por estudantes de diversos outros países, o programa tem incentivado seus professores a atuarem em grupos de pesquisa internacionais, além de assumirem posições de liderança em suas áreas de atuação na comunidade científica. 

Participações em associações e comitês organizadores de eventos:

  • Association for Information Systems (AIS)
  • Information Systems in Latin America (ISLA)
    • Americas Conference on Information Systems (AMCIS)
      • IFIP International Embedded Systems Symposium (IESS)
      • IEEE/IFIP International Conference on Dependable Systems and Networks (DSN)

Parcerias internacionais de pesquisa:

  • Chalmers University of Technology - Suécia
    • KTH Royal Institute of Technology - Suécia
    • Universidade de Umea - Suécia
    • Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (CISB) - Brasil e Suécia
    • Westfälische Wilhelms-Universität Münster - Alemanha
    • Rede de cooperação latinoamericana ELLAS - Bolívia, Brasil e Peru
    • Projeto de cooperação Smart City Concepts - Brasil e Suécia

Reportar erro