Home
/
Notícias
/
Francisco Beltrão
/
UTFPR Francisco Beltrão apresenta projetos à Receita Federal

UTFPR Francisco Beltrão apresenta projetos à Receita Federal

Publicado 1/18/2023, 8:40:30 AM, última modificação 1/18/2023, 8:52:14 AM
UTFPR-FB apresenta à Receita Federal projetos desenvolvidos com materiais apreendidos.

Tatiane Ghisi - UTFPR-FB; Mark Tollemache - Delegado da Receita Federal de Dionísio Cerqueira; Osvaldo Toshio - Delegado da Receita Federal de Foz do Iguaçu; Prof. André Zuber - UTFPR-FB; Prof. Tania Cassol - UTFPR-FB; Ronaldo Follmann – UTFPR-FB; Rodrigo Krefta - Krefta Tecnologia em Serviços.

Estas são as tônicas que movem professores, técnicos e estudantes do Campus Francisco Beltrão da UTFPR em dois projetos que foram apresentados nesta quinta-feira (12/01/23) à representantes da Receita Federal, uma das instituições parceiras desses projetos.

O Projeto Transformar modifica aparelhos receptores de sinal pirata de TV fechada (as famosas skygato e TVBox) apreendidos pela Receita Federal, e os transforma em mini computadores que serão destinados a escolas da rede municipal de ensino.

A escola que receberá as primeiras unidades, dos agora mini computadores, é a escola Germano Meyer do Bairro Marrecas, que montará um laboratório de informática com os equipamentos.

O projeto prevê ampliação para atender também escolas de campo e outras instituições sociais.

O prof. Dr. Paulo Varela, coordenador do projeto, menciona que o projeto é ainda mais amplo e ousado, com a previsão da reutilização das placas retiradas desses aparelhos apreendidos na área de robótica.

Além do benefício social que o projeto proporciona – transformando equipamentos fruto do ilícito em equipamentos que atenderão a uma demanda social de escolas públicas, existe também a questão ambiental a ser levada em consideração. Os equipamentos apreendidos pela Receita Federal tinham como destino final a destruição, gerando passivo ambiental, e o projeto propicia o reúso desse material.

Outro projeto em pauta na reunião de apresentação à Receita Federal foi o projeto que transforma bebidas apreendidas na região de fronteira – vinhos e destilados, em álcool.

Os representantes da Receita Federal tiveram acesso ao processo utilizado nessa transformação e também ao projeto de construção de um novo laboratório de destilação no Campus, que terá área aproximada de 400,00 m2, com capacidade inicial de processamento de 10.000 litros por mês e capacidade máxima de 40.000 litros/mês.

O projeto de construção do laboratório é um projeto sustentável com captação de água de chuva e de energia solar, além de outros detalhes, que vão de encontro à sustentabilidade ambiental.

Para que aconteça, os dois projetos precisam e contam com diversos parceiros, entre eles a Receita Federal que destina os equipamentos e bebidas apreendidos à universidade. Portanto, apresentar e esclarecer eventuais dúvidas aos parceiros é fundamental.

Esse foi o objetivo da reunião de quinta-feira (12/01/23) com representantes da Receita Federal que se mostraram bastante satisfeitos ao conhecer não somente os projetos, mas também o Campus Francisco Beltrão da UTFPR, além de se mostrarem abertos a fortalecer as parcerias existentes e estabelecer novas.