Home
/
Notícias
/
Francisco Beltrão
/
Internacionalização

Internacionalização

Publicado 3/26/2019, 1:17:59 PM, última modificação 10/31/2022, 8:30:50 PM
UTFPR recebe primeiro estrangeiro em programa de mestrado

Martín Ocampo e o coordenador do mestrado em Engenharia Ambiental, Rodrigo Lingnau

Levando em conta o processo de internacionalização da universidade e o intercâmbio científico e cultural, os programas de pós-graduação têm ofertado vagas para que pessoas de outros países frequentem os cursos da UTFPR. O câmpus Francisco Beltrão recebeu neste semestre o primeiro estrangeiro no mestrado de Engenharia Ambiental. De origem paraguaia, Martín Ocampo passará os próximos dois anos estudando na UTFPR.

Martin é Engenheiro Ambiental graduado pela Universidad Nacional de Pilar e passou por um processo de seleção por meio da Organização dos Estados Americanos (OEA) que gerenciava a seleção. Ele conta que pode escolher três universidade de três estados diferentes, de acordo com o programa que tinha interesse. “Apresentei dois possíveis projetos de pesquisa de acordo com o perfil de mestrado e duas cartas de recomendação. Estou feliz com a oportunidade”, comenta Ocampo.

De acordo com o coordenador do programa do mestrado, Rodrigo Lingnau, “esse intercambio reforça a oportunidade de internacionalização do programa. É uma oportunidade de receber alunos e fazer pesquisa e parcerias com outros países”, ressalta.

Outras parcerias

Os professores da UTFPR, que atuam também no programa de mestrado, já estão em contato com universidades do exterior, desenvolvendo pesquisa e parcerias.

O professor Fernando Manosso mantém uma cooperação técnica na área de geodiversidade  com o Professor Zbigniew Zwolinski (Adam Mickiewicz University in Poznan - Polônia).

O professor Rodrigo Lingnau publicou recentemente um artigo internacional em colaboração com o pesquisador alemão Axel Kwet, da Natur und Tier Verlag Münster. A parceria em projetos e publicações acontece há mais de dez anos e os resultados são publicados em diversos artigos em revistas internacionais de alto impacto nesse período.

O professor Eder da Costa dos Santos, atualmente em licença-capacitação na Espanha, tem colaboração internacional ativa com pesquisadores da Espanha (Universitat Autonòma de Barcelona e Universidad de Cordoba), República Tcheca (Global Change Research Institute), Colômbia (Universidad Industrial Santander) e Canadá (University of Guelph). No momento, está em conversa com pesquisadores da Alemanha (Max Planck Institute) e da Inglaterra (University of Southampton).