Plantando Vida

Publicado 11/21/2017, 2:56:37 PM, última modificação 11/21/2017, 3:00:12 PM
Premiação vencedores de 2016 e lançamento 2017

Os protagonistas do projeto Plantando Vida, alunos das escolas de campo do município de Francisco Beltrão, se reuniram juntamente com os coordenadores das escolas e com o grupo gestor do programa para receber a premiação referente aos trabalhos realizados no ano de 2016. Na oportunidade, com a presença de autoridades, também foi assinado o acordo para a continuidade do projeto em 2017. O encontro aconteceu no anfiteatro da UTFPR de Francisco Beltrão, parceiro do Plantando Vida, na segunda-feira (17), às 20h.

O Projeto tem como objetivo contribuir com a educação ambiental nas escolas de campo, o fornecimento de árvores nativas para a produção de mudas no viveiro municipal e a integração entre as instituições participantes, professores, alunos e comunidade. Durante o ano são realizadas diversas ações neste sentido. Dentre elas os acadêmicos do curso de Engenharia Ambiental da universidade ministram palestras de conscientização, sobre mata ciliar, além de minicursos e oficinas de proteção de fontes. Os alunos das escolas de campo também participam de uma gincana para coleta de sementes e as escola e alunos com melhor resultado são premiados.

Lançamento Projeto 2017

Ainda durante a solenidade houve o lançamento do Projeto para o ano de 2017. Compuseram a mesa das atividades o diretor-geral da UTFPR de Francisco Beltrão, Alexandre Alfaro, o prefeito municipal, Cleber Fontana, o presidente do Ano Rotário 2016/2017 do Rotary Clube de Francisco Beltrão III Milênio, Valdemar Mazon Filho, o Secretário de Meio Ambiente, Adriano Roberto David e a Secretaria de Educação, Rosa de Fatima Fiorentin Vandresen. Assinaram ainda o termo de cooperação técnica o professor da UTFPR e representante do grupo gestor, Hernan Vielmo.

O diretor-geral da UTFPR destacou que o projeto já rendeu muitos frutos para a comunidade e região por meio da disponibilização de mudas, por meio da educação ambiental e do trabalho feito junto às escola. “Este é um trabalho belíssimo, sabemos da importância do projeto e reafirmamos que a UTFPR se sente muito feliz em estar presente e poder participar efetivamente com ações dos cursos de Engenharia Ambiental e certamente no que os outros cursos poderem eles irão também contribuir”, afirmou.

O prefeito municipal destacou que o projeto é um marco para Francisco Beltrão, “já rendeu inúmeras reportagens e levou o nome do nosso município para o Paraná e para o Brasil. É um projeto apaixonante, precisamos cuidar do meio ambiente e é isso que estamos fazendo por meio deste trabalho”, enfatizou Cleber.

Já o presidente do Rotary,Valdemar Mazon Filho, agradeceu às coordenadoras dos projetos nas escolas do campo pelo empenho e dedicação, ao professor Hernan, à UTFPR e à administração municipal. “Juntos estamos plantando uma semente que no futuro nos renderá bons frutos pois investindo na educação é uma forma de termos um futuro melhor”, finalizou.

Em nome do grupo gestor o professor Hernan Vielmo traçou um histórico do projeto e enfatizou todo o trabalho realizado desde o início do projeto em 2005, apresentando os resultado alcançados. “Entre 2006 e 2013 o projeto produziu cerca de 5 milhões de mudas envolvendo aproximadamente 3 mil pessoas que vivem nestas comunidades. Já nas edições de 2014 a 2016 o foco foi a educação e preservação ambiental. Neste ano há a inserção de novos objetivos como realizar palestras ambientais nas escolas, executar ações ambientais práticas e sensibilizar para a preservação e recuperação ambiental”, enfatizou Hernan. Entre os temas das palestras estão inclusas a proteção de fontes, recuperação de áreas degradadas, mata ciliar, fossa séptica biológica e resíduos sólidos.

Premiação 2016

Neste ano recebeu o prêmio de R$ 1 mil foi entregue ao primeiro lugar, a escola Epitácio Pessoa da Comunidade do Jacaré e ao segundo lugar, Escola Deni Lineu Schwartz, da Comunidade de Ponte Nova do Cotegipe. O terceiro lugar ficou com a Escola Municipal Parigot de Souza, que recebeu o valor de R$ 800. A escola  Irmão Cirilo classificada em quarto recebeu R$ 400. Em quinto lugar ficou a Escola Municipal Basilio Tiecher da Comunidade de São Pio X. Em sexto lugar a Escola Nossa Senhora De Fatima,  da Comunidade de Nova Concordia, e em  sétimo a escola Juscelino Kubitschek da Comunidade de Rio Tuna, todas recebendo R$ 200.

Os alunos que se destacaram na gincana ganharam um voo panorâmico, em parceria com o aeroclube de Francisco Beltrão, foram eles:

Escola Epitácio Pessoa – os alunos Gabriel Positz Haiduk e Ana Julia Pansera

Escola Deni Lineu Shwartz – os alunos  Raquel Helmann Massotti e Rian Garcia da Silva

Escola Parigot De Souza – os alunos Fernanda Avi Malage e Eduardo Jose Dalsotto

Escola Irmão Cirilo – os alunos Andre Augusto Korb Borghesan e Ana Clara Garbozza

Escola Basilio Tiecher – os alunos  Amanda Conte  e  Anderson Lopes (7º e 8º ano)

Escola Nossa Senhora De Fatima - os alunos Kauã Fernando Godinho dos Santos   e   João Vitor Zanini (ambos do 5º ano)

Escola Juscelino Kubitschek - os alunos Davi Gesse Damasceno dos Santos  e     Juan Phelipe Pontes da Silva

Notícia de 18/04/2017