PPGEA

Publicado 11/24/2017, 11:34:08 AM, última modificação 11/24/2017, 11:34:54 AM
Aula Inaugural do Programa teve como tema Interdisciplinaridade em Pesquisas Ambientais

Na terça-feira (28) o anfiteatro da UTFPR de Francisco Beltrão foi palco da Aula Inaugural do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental (PPGEA): Análise e Tecnologia Ambiental. A palestra, que marca o início das atividades do programa, foi proferida pelo pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UTFPR, Valdir Fernandes, com o tema "Interdisciplinaridade em Pesquisas Ambientais”. A aula é destinada aos alunos, docentes e pesquisadores da área.

Compuseram a mesa do ato o reitor da universidade, Luiz Alberto Pilatti, o diretor-geral do câmpus, Alexandre Alfaro, o diretor de Pesquisa e Pós-graduação, Fernando César Manosso, o coordenador do Programa, Davi Zacarias de Souza e o pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UTFPR, Valdir Fernandes.

Ao fazer uso da palavra o coordenador do Programa fez um resgate histórico da busca pela implantação do curso e destacou o papel do mestrado. “Quando se pensa em crescimento econômico e melhora nas condições de vida da população a formação de mestres e doutores ganha importância estratégica. Cabe a pós-graduação a tarefa de produzir este recurso preparado para trabalhar nos mais diversos setores para contribuir com o desenvolvimento da ciência, promoção das inovações tecnológicas e crescimento de um país”, destacou Davi.

O diretor do câmpus parabenizou aos mestrandos da primeira turma do curso e destacou verticalização do ensino.  “Desejo todo sucesso e muito trabalho e que em breve possamos estar reunidos para a aula inaugural do doutorado”, enfatizou Alfaro.

O reitor da universidade destacou que o câmpus Francisco Beltrão, apesar de jovem, teve maturidade em construir um programa “certamente isto fará muita diferença e poderá transformar o câmpus num Centro de Excelência”, destacou.

Aula Inaugural

Durante a palestra o pró-Reitor, Valdir Fernandes, destacou que o conceito de sustentabilidade é relativamente novo tanto como conceito como campo de pesquisa nas ciências ambientais e afirmou que ele nasceu de uma demanda social e traçou um histórico. “As primeiras crises ambientais deflagraram um conjunto de ações e isso motivou estudos científicos na área”, afirmou.

Parabenizando os alunos do Programa o professor ainda destacou aos mestrandos e presentes na aula que a “ciência serve para pensar e viabilizar o desenvolvimento das sociedades”.

Notícia de 29/03/2017