Rondon

Publicado 7/26/2018, 2:30:14 PM, última modificação 7/26/2018, 2:48:40 PM
Estudantes participaram de missão social e humanitária no Mato Grosso do Sul

As ações dos rondonistas foram realizadas na cidade de Bandeirantes – MS e para atrair os moradores nas atividades do projeto, os acadêmicos criaram uma peça de dublagem.

Um grupo de estudantes da UTFPR de Francisco Beltrão aproveitou as férias de inverno para disseminar conhecimento e ajudar a comunidade de Bandeirantes, no Mato Grosso do Sul. Eles participaram da Operação Pantanal, do Projeto Rondon. Com trabalhos nas áreas de sua graduação eles atuaram como multiplicadores.

Com visitas as comunidades do município o grupo ofertou oficinas de compostagem, sabão, biofertilizantes e artesanato a partir de Puff de garrafa Pet. Trabalhou ainda o reaproveitamento de alimentos como a geleia de laranja e o cri cri da casca da laranja, os primeiros socorros contra animais peçonhentos, culinária, elétrica, tecnologias e informática.

Para a estudante de Licenciatura em Informática,  que foi uma das rondonistas, Andreza Quintas, a experiência foi uma lição que será levada por toda a vida. “Saber que você pode contribuir com a comunidade e ainda mais ter consciência de que a comunidade contribuiu muito com seu crescimento, com sua formação pessoal, profissional e principalmente me ajudou a me tornar humana é muito gratificante”, enfatiza.

Durante 12 dias os alunos atuaram acompanhados dos professores Maici Duarte Leite e Gustavo Sato. Integraram a equipe os estudantes da Engenharia Ambiental, Thays Cristiane Leonardi e Ana Luiza Forgiarini, da Licenciatura em Informática, Andreza Quintas e Raoni Reges de Almeida. Do curso de Engenharia de Alimentos participaram Bianca de Lima e Thayná Oliveira e da Engenharia Química Joel Miguel Nunes de Souza Junior e Lorrana Ferreira.

Para a professora Maici Leite os alunos da universidade se destacaram e cumpriram com mérito a operação. “A UTFPR possui projetos de pesquisa e extensão, que articulados com o ensino, estão formando alunos cada vez mais preparados, inclusive para as fragilidades sociais”, finalizou.     

Crédito das fotos: Facebook Projeto Rondon Oficial