Home
/
Notícias
/
Londrina
/
Abertura I CIUL

Abertura I CIUL

Publicado 9/16/2019, 11:54:04 AM, última modificação 9/16/2019, 3:18:15 PM
Palestra, shows musicais e um bom público marcam a abertura do I CIUL, no Câmpus Londrina

A abertura do I Congresso Interdisciplinar da UTFPR Câmpus Londrina (CIUL) foi um sucesso, de público e programação.

Ao dar início aos trabalhos, o Diretor de Graduação e Educação Profissional do Câmpus, Prof. Walmir Eno Pottker, destacou a importância do evento, que integra até a próxima sexta-feira, todas as semanas acadêmicas da instituição. Ressaltou também a relevância do tema da palestra de abertura, sobre a nova era industrial que estamos vivendo.

O Diretor-geral da UTFPR Câmpus Londrina, Prof. Sidney Alves Lourenço, após parabenizar a todos os envolvidos pela iniciativa, falou sobre as inovações inacreditáveis que vêm ocorrendo em todas as áreas, e às quais precisamos estar atentos, para acompanhar a rápida evolução mundial. 

A palestra de abertura do I CIUL, intitulada “Indústria 4.0:  Como sobreviver na era das grandes inovações”, foi com Adriano Lucas, mestre em Engenharia de Automação Industrial pela UFRGS, que falou de sua experiência na Embraer, onde, segundo ele, aproveitou todas as oportunidades que surgiram – conselho que  deu a todos os estudantes presentes.

Apresentando cases, o palestrante mencionou que as transformações na indústria vêm acontecendo desde 1750, ano da 1ª Revolução Industrial, e que estamos vivenciando agora uma grande revolução, onde os processos industriais vêm se transformando de modo irredutível, e que, por isso, todos nós temos que aprender a “enxergar fora da caixa”; nos conscientizar e nos adaptar às tecnologias que estão sendo inseridas em todas as áreas, provocando disrupções até então inimagináveis.

De acordo com Adriano Lucas, a principal disrupção do momento é a Inteligência Artificial, presente em praticamente tudo o que nos cerca. “As máquinas não irão substituir o ser humano em sua totalidade, mas em funções específicas, principalmente às que obedecem a um padrão, de forma repetitiva. Com isso, muitas funções irão sumir, mas muitas também irão surgir” – salienta o orador, que declarou ainda que “80% das oportunidades no mercado de trabalho estão escondidas, cabendo aos interessados detectá-las, e não perder nenhuma chance de aprimorar seus conhecimentos e de se atualizar, para aproveitá-las”.

O palestrante falou ainda da Internet das Coisas, um futuro cada vez mais presente no nosso dia-a-dia, e deu dicas preciosas aos estudantes, e também a todos os profissionais atentos às suas palavras, sobre a importância de mostrar suas habilidades nas redes sociais, principalmente no Linkedin, excelente vitrine que conecta todos diretamente ao mundo do trabalho. Enfim, sobre a importância de estarem todos ligados nas transformações do processo produtivo, e no network, indispensável para quem não quer ser “engolido” pelas engrenagens da revolução tecnológica, que é diária.

Após a palestra, os alunos Pamela Laurentino, Rafael Dourado, Renan Shoiti e Felipe Rossi cantaram, tocaram e emocionaram o público com suas apresentações. O I CIUL prossegue durante toda esta semana, com palestras, gincanas, mini-cursos e uma extensa programação artística e cultural.   

Reportar erro