Maratona

Publicado 10/29/2020, 10:08:54 PM, última modificação 10/30/2020, 8:52:53 AM
Alunos da Engenharia Ambiental participam do Conservathon – Maratona de ideação pela Natureza

Alunos do Curso de Engenharia Ambiental, da UTFPR Câmpus Londrina, participaram do Conservathon – Maratona de Ideação pela Natureza, realizada entre os dias 13 e 15 de outubro. O evento, que foi totalmente gratuito e online, foi promovido pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza em conjunto com a Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico Tecnológico do Paraná.

A competição, que contou com a participação de mais de 100 equipes, teve como foco de abordagem a busca de soluções sustentáveis e eficientes para proteger espécies e habitats da Grande Reserva Mata Atlântica.

Ao todo, cinco alunos do Câmpus Londrina integraram duas equipes que apresentaram diferentes projetos. Uma delas, a equipe AvenTurismo, formada pelas acadêmicas do curso de Engenharia Ambiental,  Johicy Helenn Parra, Isabella Zanatta Garcia e Maria Clara dos Santos Lopes; pelos biólogos Elfany Reis do Nascimento Lopes e Welton da Silva Arruda; e, pela Oceanógrafa, Verônica Fernandes Costa, ficou classificada em sétimo lugar entre os Top 15, com o projeto de um “Aplicativo voltado para turismos ecológico, com interface de gameficação para envolver unidades de conservação, comunidade local e visitantes”. Esta equipe segue para a segunda fase da competição, oportunidade que terão para detalhar suas soluções mediante mentorias, aceleração da Fundação Grupo Boticário e apoio financeiro para desenvolver seus projetos.

A outra equipe, "EcoVants", composta pelos alunos Maria Eduarda Aranega Pesenti e Rodrigo Furquim Ghiraldi, do Câmpus Londrina, juntamente com os demais membros oriundos de outras Instituições, Cristiano Dias Malheiro Oliveira (Tecnólogo em Gestão Ambiental), Jucilene Gonçalves Cavalcante (Conciliadora do Tribunal de Justiça do Paraná), Pedro Ramon da Silva Lourenço (Graduando em Letras) e Tamna Emanueli Pinto Benevides (Técnica em Agropecuária), apresentou o projeto “Tecnologia de mínimo impacto para Catalogação de Espécies Arbóreas”, que previa a utilizando da tecnologia LIDAR de mínimo impacto ambiental acoplada à VANTs (drones), para a implementação de unidades de conservação na Reserva.

Para a equipe AvenTurismo, a experiência de participar da maratona foi muito rica e desafiadora. “Nunca tínhamos participado de um hackaton e vimos nesta maratona a oportunidade de trabalhar em um grande projeto multidisciplinar que, possivelmente, nos traria novos conhecimentos no âmbito do processo de ideação e prototipagem”, ressaltou Parra. “Ficamos muito felizes com o resultado do nosso protótipo, e mais ainda, com a classificação final, já que não esperávamos ficar entre as 15 primeiras colocadas", complementou.

O sentimento de ter enfrentado um grande desafio, por ser a primeira vez de todos da equipe em um evento deste porte, é compartilhado pela equipe "EcoVants" que apresentou o projeto voltado para a Catalogação de Espécies Arbóreas, como relatou Ghiraldi, ao dizer “Buscamos reunir nossos conhecimentos propondo um projeto com soluções inovadoras quanto a conservação de algumas espécies presentes na Mata Atlântica”. Já a acadêmica Maria Eduarda, traduziu esta experiência como tendo sido de “Infinitas aprendizagens, as quais levaremos para as nossas vidas”, destacou.