Home
/
Notícias
/
Ponta Grossa
/
Entenda o que são os assédios moral, sexual e a discriminação.

Entenda o que são os assédios moral, sexual e a discriminação.

Publicado 4/3/2024, 2:05:02 PM, última modificação 4/8/2024, 4:34:49 PM
O objetivo da Campanha de Prevenção contra os Assédios é conscientizar sobre essas questões no ambiente acadêmico, para que tais condutas sejam sempre evitadas.

O assédio moral, sexual e a discriminação representam violações graves que afetam a integridade e a dignidade das pessoas. Ao diferenciar os tipos de assédio e trazer orientações para as vítimas a Campanha de Prevenção contra os Assédios tem como objetivo conscientizar sobre essas questões no ambiente acadêmico, para que tais condutas sejam sempre evitadas.

O assédio moral se caracteriza por condutas abusivas repetitivas que atingem a integridade psíquica ou física do indivíduo, podendo ser interpessoal, envolvendo comportamentos abusivos entre colegas, ou institucionais quando as práticas abusivas são parte da cultura organizacional. Já o assédio sexual envolve comportamentos de natureza sexual que causam constrangimento e violam a liberdade sexual da pessoa.

Por sua vez, a discriminação abrange distinções injustas baseadas em diversos critérios como sexo, gênero, idade, orientação sexual, entre outros, com o intuito de restringir direitos fundamentais.

Diante de situações de assédio moral, assédio sexual ou discriminação é fundamental agir com firmeza, buscar apoio e denunciar para combater tais práticas nocivas no cotidiano da comunidade universitária.

Racismo & Injúria Racial

Racismo e a injúria racial são crimes com a pena prevista de 2 a 5 anos de reclusão,conforme as Leis nº 7.716, de 1989 e nº 14.532, de 2023. Além disso, desde junho de 2019, o Supremo Tribunal Federal (STF) equiparou a LGBTfobia aos crimes raciais. Sem prejuízo de sanção na esfera penal, tais condutas também são objeto de responsabilização administrativo-disciplinar, cabendo ao Poder Público orientar as vítimas no sentido de denunciar as práticas à ouvidoria competente.

Saiba Mais | Exemplos de Assédio Moral contra Mulheres:

-           Proferir piadas sexistas;

-           Questionar competência com base no gênero;

-           Desconsiderar opiniões e ideias sem créditos;

-           Interromper constantemente a fala ou, não deixar falar, desconsiderando a solicitação para espaço de manifestação;

-           Tratar de forma condescendente;

-           Dificultar consultas médicas para gestantes;

-           Interferir no planejamento familiar e não reconhecer dos direitos das mães no processo de amamentação;

-           Desconsiderar sumária e repetitivamente a opinião técnica em sua área de conhecimento.

Atenção aos Sinais | Sou vítima, o que fazer?

Confira as principais orientações:

-           Evite ficar sozinho com o agressor;

-           Fortaleça sua rede de apoio;

-           Diga não claramente;

-           Repudie o comportamento;

-           Tenha testemunhas presentes;

-           Reúna provas do assédio;

-           Mantenha um diário detalhado;

-           Busque ajuda coletiva e solidária;

-           Procure apoio emocional e psicológico;

-           Não se culpe, a responsabilidade é do agressor;

-           Denuncie pelos canais indicados;

Hoje, trouxemos para você o segundo tema abordado pela a Campanha de Prevenção contra os Assédios, que buscou abordar a diferenciação entre as diversas condutas tipificadas e previstas em lei. Mas vem muito mais por aí, então fique ligado no Portal UTFPR-PG e nas redes sociais do Campus Ponta Grossa! No face é só procurar no UTFPR Ponta Grossa e no instagram você fica por dentro de tudo no @utfpr_pg.